R. Vinte e Seis de Agosto, 83
Centro - Campo Grande - MS
67 3382-4835

 
 

CFCs de MS participam do Movimento Maio Amarelo

Os Centros de Formação de Condutores (CFCs) do interior do Estado participaram do movimento Maio Amarelo. O material de divulgação foi entregue pelo Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Mato Grosso do Sul (SindcfcMS), que apoiou o movimento com diversas ações durante todo o mês.

Tanto na Capital, quanto nas cidades do interior, foram realizadas abordagens educativas, palestras em instituições de ensino e reuniões sobre fiscalizações de trânsito. A movimentação contou com a participação das cidades de Corumbá, Pedro Gomes, Selviria e Costa Rica, Chapadão do Sul e Eldorado.

Este ano, a diretoria do Sindicato e empresários de CFCs, com o apoio do DetranMS, saiu às ruas, abordando e orientando os condutores. Fitas amarelas e folhetos informativos abordaram o tema trânsito nas mais variadas esferas, buscando uma mudança de atitude.

“Maio é o mês de conscientização dos motoristas. A mudança no trânsito depende de cada uma de nós. Precisamos trabalhar a direção defensiva, respeitar as leis e lutar por um trânsito mais humanizado”, afirma o presidente do SindcfcMS, Wagner Prado.

Em Chapadão do Sul foram realizadas palestras nas escolas da cidade, com a entrega de material educativo e fitas enviadas pelo Detran. No dia 19 aconteceu uma blitz educativa que contou com a colaboração da polícia militar, corpo de bombeiros e empresas privadas, alunos, professores, coordenadores e a direção da Escola Municipal Érico Veríssimo. Os CFCs de Eldorado e Conesul fizeram um trabalho de conscientização, além de pintarem vários cruzamentos com faixa de segurança de pedestre.

“Com cartazes, placas de sinalização e muita disposição, a comunidade escolar chamou a atenção de todos reforçando a importância da conscientização para que nossa cidade tenha um trânsito cada dia melhor”, comentou o vice-presidente do SindcfcMS, José Vicente de Freitas.

O Movimento Maio Amarelo surgiu com a intenção de despertar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. A ação ganhou força após a Assembleia-Geral das Nações Unidas editar, em março de 2010, uma resolução definindo o período de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”. O documento foi elaborado com base em um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS). A intenção da ONU é poupar, por meio de planos nacionais, regionais e mundial, cinco milhões de vidas até 2020.

Seja o primeiro a comentar!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.